9 de janeiro de 2017

Royal Assassin - Opinião

Título: Royal Assassin (Farseer Trilogy #2)
Autor: Robin Hobb
Lido no Kobo
Sinopse:
"Young Fitz, the illegitimate son of the noble Prince Chivalry, is ignored by all royalty except the devious King Shrewd, who has had him tutored him in the dark arts of the assassin. He has barely survived his first, soul-shattering mission, and returns to the court where he is thrown headfirst into the tumult of royal life. With the King near death, and Fitz's only ally off on a seemingly hopeless quest, the throne itself is threatened. Meanwhile, the treacherous Red Ship Raiders have renewed their attacks on the Six Duchies, slaughtering the inhabitants of entire seaside towns. In this time of great peril, it soon becomes clear that the fate of the kingdom may rest in Fitz's hands--and his role in its salvation may require the ultimate sacrifice."

Opinião:

Li o primeiro livro desta trilogia o ano passado e, passado relativamente pouco tempo, tive de voltar a ela, para este segundo livro que começa praticamente onde o livro anterior terminou. Assim, continuamos a seguir a história de Fitz, filho bastardo do príncipe com o mesmo nome, que vive no palácio e se torna assassino e espião do rei Shrewd, servindo-o a ele e ao príncipe Verity. 

Neste livro há um sentido de continuidade do anterior, em que alguns aspectos são novamente focados e desenvolvidos, como é o caso dos "forged", ou forjados, que são quase uma espécie de zombies, uma vez que são pessoas reduzidas aos seus instintos mais básicos, sem alma ou consciência. Como isto é feito ninguém sabe, mas é fruto das  constantes invasões dos Outislanders, ou aqueles que vêm das ilhas, fora do continente dos Seis Ducados, que em vez de matarem os habitantes do continente infligem-lhes esta espécie de maldição. Isto é consequência dos vários ataques dos Navios Vermelhos que acabam por destruir várias localidades, dirigindo vários forjados para a cidade de Buck, ameaçando a corte e a estabilidade do reino.

Para além desta nova ameaça dos Navios Vermelhos, ficamos a saber mais sobre as habilidades de Fitz, nomeadamente a Skill, que lhe permite comunicar telepaticamente com humanos, mas também a Wit, que permite fazer a mesma coisa, mas com animais. Nesse aspecto, ficamos a conhecer um lobo que passa a ter uma ligação fortíssima com Fitz, Nighteyes. Gostei muito da dinâmica entre ambos e do laço que estabelecem. Para além disto, continuamos com todas as intrigas da corte, com novos sentimentos de Fitz para com Molly, uma amiga de infância que passa a significar algo mais para ele, e com personagens tão boas como o Bobo, Burrich, Chade e Verity.

Confesso que gostei imenso deste volume. A escrita de Robin Hobb é fantástica, faz-nos sentir envolvidos na história, e as personagens são, mais uma vez, o forte do livro. Em termos de acção confesso que o ritmo é mais lento, focando-se, precisamente, nas personagens e nas ligações entre elas, tendo Fitz como fio condutor. Não é um livro com muitas batalhas, com muitas cenas de acção, com muitos momentos intensos e emocionantes. É mais uma história sobre as personagens, que são tão bem construídas e desenvolvidas, num clima tenso, onde nem sempre aquilo que parece é. 

Sei que muita gente tem um problema com Fitz, mas confesso que eu gosto bastante dele. É um miúdo que se está a tornar homem, que carrega o peso do mundo em cima dele, de cujas decisões e actos depende o reino num período muito instável e de muitas suspeições. Gostei bastante de Verity e da relação que é criada e desenvolvida com Fitz, mas também adorei voltar ao Bobo e a Burrich. O Bobo é o maior mistério destes livros, ainda que algumas coisas tenham sido desveladas - só que por cada coisa que é revelada, mais dez adensam o mistério! Por outro lado, Burrich é aquele que mantém Fitz com os pés assentes na terra, é um homem mais pragmático e com muita experiência de vida que acaba por guiá-lo também. O final do livro é qualquer coisa de especial, tão bem escrito, e completamente inesperado. Estou muito curiosa para ver o que se seguirá, e acho que é o livro que vou ler já de seguida!

5/6 - Muito Bom

Sem comentários: