23 de agosto de 2016

Bout of Books 17 - Goals and Progress


As usual, this post contains my goals for the read-a-thon as well as my progress during this whole week.

Goals

  • To read everyday, even for just a little amount of time


My Progress

Monday (Day 1)

Time devoted to reading: 40 minutes
Pages I've read today: 17 pages of The Way of Kings, by Brandon Sanderson
Total pages so far: 17 pages
Notes: What I read today was while commuting, and when I got home I didn't read at all because I was really tired and just wanted to sleep. Although it wasn't a brilliant start, at least I read a little bit: and that is my main and only goal.

Tuesday (day 2)

Time devoted to reading: none
Pages I've read today: none
Total pages so far: 17 pages of The Way of Kings, by Brandon Sanderson
Notes: I've been really sick today, had some sort of food poisoning, and my day was spent trying to sleep and to make myself feel better. So, no reading at all...

Wednesday (Day 3)

Time devoted to reading: 1h30
Pages I've read today: 42 pages of The Way of Kings, by Brandon Sanderson
Total pages so far: 59 pages
Notes: Today was better. I managed to read a bit before dinner and before going to bed. I'm glad I did it because I am getting to a very exciting part in the book! Let's see if I can keep it up.

Thursday (Day 4)

Time devoted to reading: 45 minutes
Pages I've read today: 15 pages of The Way of Kings, by Brandon Sanderson
Total pages so far: 74 pages
Notes: Today I had a lot of things to do and I almost found no time to read at all. Even so, I managed to read a bit before falling asleep so, I think it was not that bad.

Friday (Day 5)

Time devoted to reading:
Pages I've read today:
Total pages so far:
Notes:

Saturday (Day 6)

Time devoted to reading:
Pages I've read today:
Total pages so far:
Notes:

Sunday (Day 7)

Time devoted to reading:
Pages I've read today:
Total pages so far:
Notes:

WRAP-UP

16 de agosto de 2016

Bout of Books 17 - Sign-Up


This post will be in English and in Portuguese

And here we are for another Bout of Books read-a-thon! I am going to participate since I can't resist a challenge. Here is the blurb:

The Bout of Books read-a-thon is organized by Amanda @ On a Book Bender and Kelly @ Reading the Paranormal. It is a week long read-a-thon that begins 12:01am Monday, August 22nd and runs through Sunday, August 28th in whatever time zone you are in. Bout of Books is low-pressure. There are challenges, giveaways, and a grand prize, but all of these are completely optional. For all Bout of Books 17 information and updates, be sure to visit the Bout of Books blog. - From the Bout of Books team

***

E aqui estamos para mais uma maratona literária Bout of Books! Eu vou participar, uma vez que não consigo resistir a um desafio. As regras estão ali acima, e a maratona irá decorrer durante a próxima semana, de dia 22 a 28 de Agosto.

11 de julho de 2016

Where'd you go, Bernadette - Opinião

Título:: Where'd you go, Bernadette
Autor: Maria Semple
Lido no Kobo
Sinopse:
"Bernadette Fox is notorious. To her Microsoft-guru husband, she's a fearlessly opinionated partner; to fellow private-school mothers in Seattle, she's a disgrace; to design mavens, she's a revolutionary architect, and to 15-year-old Bee, she is a best friend and, simply, Mom.

Then Bernadette disappears. It began when Bee aced her report card and claimed her promised reward: a family trip to Antarctica. But Bernadette's intensifying allergy to Seattle--and people in general--has made her so agoraphobic that a virtual assistant in India now runs her most basic errands. A trip to the end of the earth is problematic.

To find her mother, Bee compiles email messages, official documents, secret correspondence--creating a compulsively readable and touching novel about misplaced genius and a mother and daughter's role in an absurd world."

Opinião:

Nem sei há quanto tempo escrevo uma opinião aqui! *vai ver aos arquivos* Desde 11 de Fevereiro... Cinco meses! Bom, o que interessa é que voltei a ter vontade de escrever e aqui vai.

Comecei a ler este Where'd you go, Bernadette (em português Até ao Fim do Mundo, pela Editorial Teorema) porque estava a precisar de uma pausa da fantasia, nomeadamente do The Way of Kings. Falei um pouco dessa necessidade de me afastar do livro do Sanderson aqui, e não me vou alongar mais. E este livro veio como uma lufada de ar fresco, era mesmo aquilo que eu estava a precisar. 

A história deste livro é contada de forma epistolar, ou seja, é contada através de e-mails, cartas, mensagens, e observações às mesmas que Bee, filha de Bernadette, vai fazendo à medida que vai tentando fazer sentido do desaparecimento da mãe. Bernadette é uma personagem peculiar de que gostei bastante e a relação que tem com a filha é bastante especial. O pai, Elgin, parece um pouco mais ausente, mais distante, fruto do seu trabalho exigente na Microsoft, e, por isso, o foco do livro é a relação entre Bernadette e Bee. Vamos acompanhando a vida dos três em Seattle depois de Bernadette, um génio da arquitectura, ter sofrido um desgosto profissional em Los Angeles que condicionou o resto da sua vida. Bernadette é uma mulher inteligente e criativa, mas que se tornou algo anti-social e que sofre de algumas flutuações de humor. Bee é uma adolescente muito inteligente que, quando recebe as suas notas (brilhantes) do final do primeiro período escolar, decide cobrar uma promessa aos seus pais: de poder pedir o que quiser. E o que pede? Uma viagem à Antártica durante a altura do Natal. 

E é durante os preparativos para esta viagem que começamos a assistir aos eventos que vão despoletar o desaparecimento de Bernadette. Ao longo do livro é notório que Bernadette sofre de alguns problemas a nível mental. Nada é desenvolvido nem explorado, mas é claro que tem problemas ligados à ansiedade, agorafobia e até depressão. E penso que o cerne da questão é este: por mais que se conheça bem, por mais que possam viver todos por baixo do mesmo tecto, nunca se conhece, realmente e totalmente, alguém. Bernadette é incompreendida por ser diferente - a certa altura penso que é o marido que a chama de fraca e irresponsável. Mas o facto é que a sua visão do mundo e a atitude perante as coisas que lhe acontecem são tão legítimas como qualquer outra. São só diferentes e peculiares - para alguns, bizarras.

Gostei de ler este livro, do humor de muitas cenas e da personalidade de Bernadette. Gostei da forma como Bee defende a mãe e nunca desiste dela, contra todas as probabilidades. Até Audrey Griffin, uma personagem irritante, revela ser diferente do que se está à espera. Gostei da forma de contar a história que se torna fluida e com um ritmo rápido, algo que eu estava mesmo a precisar. O livro lê-se num ápice e agarra-nos desde o início. Gostei do desenrolar dos eventos, ainda que algumas coisas fossem previsíveis, mas às vezes também precisamos disso. Dá-nos um certo conforto saber que as coisas vão acabar de certa maneira.

Este livro era, no fundo, aquilo que eu estava a precisar. Não é um livro espectacular e maravilhoso. É um livro que entretém, que nos diverte e que nos abstrai da nossa realidade. E, afinal, é isso que um bom livro deve fazer.

4/6 - Bom

(Este livro conta para o desafio Mount TBR Reading Challenge 2016)

26 de junho de 2016

Não és tu, sou eu!


Em finais de Abril decidi começar a ler este colosso da fantasia que é The Way of Kings, de Brandon Sanderson. Apesar do tamanho (mais de 1200 páginas), decidi que me apetecia enveredar pelo mundo de uma fantasia a sério: complexa, intricada, que não se lê num ápice. E apesar de saber que o meu ritmo de leitura era pior que o de um caracol, estava mesmo cheia de vontade de começar a ler este livro. Estava mentalizada para demorar uns três meses a ler o livro, dado que li o Duna em dois meses. Mas não me importava nada. Ia ler ao meu ritmo esta obra gigante de que já tinha ouvido falar tão bem. E eis que chegamos ao final do mês de Junho e ainda nem cheguei a metade. Estou lá perto, mas ainda não cheguei lá. A verdade é que acho que tenho de fazer uma pausa deste livro. E este é um caso de "Não és tu, sou eu!". 

Eu passo a explicar:

Eu aborreço-me facilmente se estiver muito tempo a ler um determinado género de livros. Seja fantasia, romance histórico, ficção-científica, policial, o que for. E é isso que me está a acontecer. Estou a aborrecer-me e ando com vontade de ler outras coisas - mais leves, tanto nas temáticas como no tamanho do livro... Este The Way of Kings é uma verdadeira viagem, e leva o seu tempo a tornarmo-nos familiares com aquilo que nos é contado. A cada capítulo surge algo novo, apesar de se centrar tudo nas mesmas duas ou três personagens. Mas é muita coisa para a minha cabeça agora, exige demasiado de mim enquanto leitora e eu não estou com o mesmo estado de espírito que estava em Abril. Por isso, vou fazer uma pausa nesta obra de Brandon Sanderson. Duvido que me esqueça do que quer que seja, porque é tudo muito vívido, diferente e marcante. Quero muito saber o que vai acontecer a Kaladin e a Dalinar, em especial, mas se calhar agora só lá para Agosto ou Setembro.  Ou quando me der na telha de lá ir espreitar. Veremos como vai estar a minha cabeça.

Esta é, de facto, uma obra que merece ser lida com calma e que se deve saborear os pormenores todos - e digo-vos, The Way of Kings é um livro extremamente pormenorizado e complexo, com vários sistemas de magia, com várias ramificações narrativas. É um livro muito, muito rico e não lhe estava a dar a atenção que ele merecia. Portanto, vou deixá-lo descansar durante uns tempos e tentar ler outra coisa que não exija tanto de mim. Até pode ser que, ao desviar as minhas atenções da fantasia, ainda volte para o livro com mais fome. Se alguém tiver sugestões, é só deixá-las nos comentários.

Até já!

9 de maio de 2016

Bout of Books 16 - Goals and Progress



As usual, this post contains my goals for the read-a-thon as well as my progress during this whole week.

Goals

  • To read every day - I want to read at least 20 pages a day, but if I manage to just read every day, it will already be good
  • To participate in at least two challenges

I often find myself distracted with useless things and spending too much time doing nothing productive. I want to start changing that and start using that time to read, even if just a few pages. I am not planning in any way to finish the book I'm reading, The Way of Kings by Brandon Sanderson. It has 1,200 pages, I barely hit the 200 pages now, so... No expectations whatsoever in that area.

My Progress
Monday (Day 1)

Time devoted to reading: 15 minutes
Pages I've read today: 6 pages
Total pages so far: 6 pages
Notes: Well, that was not what I was hoping for on this first day. I just had time to read on my way home, because I was too sleepy in the morning to be able to read. Anyway, I managed to read and that was good! I wanted to participate in the challenge of the day, but I totally forgot...

Tuesday (day 2)

Time devoted to reading: 1 hour
Pages I've read today: 20 pages
Total pages so far: 26 pages
Notes: Today was better than the first day and I managed to read twenty pages, which is one of my daily goals. I was also able to participate in one challenge, on Instagram, and you can see it here. Not bad!

Wednesday (Day 3)

Time devoted to reading: 30 minutes
Pages I've read today: 10 pages
Total pages so far: 36 pages
Notes: Today was not the day I was hoping for. I thought I would manage to read a lot more but life just happened and I only read while commuting. But I was able to participate in the challenge of the day, "5 Favorites", where I chose to enumerate my five favorite literature classics: The Count of Monte Cristo, Jane Eyre, Crime and Punishment, Frankenstein and The Picture of Dorian Gray.

Thursday (Day 4)

Time devoted to reading: none
Pages I've read today: none
Total pages so far: 36 pages 
Notes: Today I did not find any time to read. And before I went to bed I chose to watch another episode of Grey's Anatomy instead of reading because I was too tired to pick up a book. Oh well... I still have three days left.

Friday (Day 5)

Time devoted to reading: none
Pages I've read today: none
Total pages so far: 36 pages
Notes: Another day in a row without reading. I worked at home during the day, and at night I watched the latest episode of Grey's but then I had a massive headache and went to bed. So, no reading at all for today...

Saturday (Day 6)

Time devoted to reading: 1 hour
Pages I've read today: 24 pages
Total pages so far: 60 pages

Notes: Today was a good day, compared with yesterday and the day before. During the day I wrote a bit for my thesis, at night I watched the Eurovision Contest and before going to bed I managed to read for an hour. It was a good day, overall.

Sunday (Day 7)

Time devoted to reading: 1 hour
Pages I've read today:  20 pages
Total pages so far: 80 pages
Notes: I thought I would dedicate this day solely to reading. But, as usual, I got distracted with the internet and I only read for about an hour... I've got to be more disciplined.

WRAP-UP

And so it ends! Another Bout of Books has passed and I don't think it was that much of a failure. I managed to participate in two challenges, so mission accomplished! And I wanted to read everyday, which it did not happen, with two days with me not reading at all... Oh well. Next time will be better! Still, I managed to read 80 pages total and almost 4 hours in the week. Now that I think about it, 4 hours a week is really not that much.

5 de maio de 2016

Bout of Books 16 - Sign-Up

 

This post will be in English and in Portuguese

So, for the eighth time (what?!) and although this blog has been abandoned for almost two months, I have decided that I want to participate in another read-a-thon. What am I to do? I can't resist it. Maybe it will help me get back on blogging again, who knows?

Here is the blurb:

The Bout of Books read-a-thon is organized by Amanda @ On a Book Bender and Kelly @ Reading the Paranormal. It is a week long read-a-thon that begins 12:01am Monday, May 9th and runs through Sunday, May 15th in whatever time zone you are in. Bout of Books is low-pressure. There are challenges, giveaways, and a grand prize, but all of these are completely optional. For all Bout of Books 16 information and updates, be sure to visit the Bout of Books blog. - From the Bout of Books team

Count me in, of course!

***

Então, pela oitava vez (quê?!) e embora este blog esteja meio abandonado há quase dois meses, decidi que vou participar em mais uma maratona literária. Que é que hei de fazer? Não consigo resistir... Talvez até me incentive a voltar a escrever novos posts. Quem sabe?

As regras estão lá em cima, e a maratona irá decorrer entre os dias 9 e 15 de Maio.
E aqui me inscrevo!

11 de março de 2016

Hiato

Depois de muito pensar, de pesar todos os prós e contras, decidi que o blog vai entrar num período de stand-by. Tenho muita coisa para ler para a tese e não estou a dar conta de tudo, pensando que tenho que ler outras obras para manter o blog actualizado. Infelizmente não estou a conseguir fazê-lo e depois sinto-me algo culpada por estar a descurar leituras para o blog, e culpada por não estar a ler outras coisas que devia. Assim, para meu bem e para minha sanidade mental, o blog entra em hiato por um período indeterminado.

Se eu conseguir ler um livro de ficção e escrever algo para vir partilhar convosco, muito bem. Mas não esperem actualizações frequentes nem críticas a todos os livros que leio. Não estou a conseguir conciliar leituras de lazer e académicas, das quais algumas são ficção também. Tenho que estabelecer prioridades e, neste momento, o blog não é uma prioridade. Vou deixar os desafios de lado, que podem ser benéficos quando uma pessoa não sabe o que ler a seguir, mas no meu caso tenho tanta coisa que, obrigatoriamente, tenho de ler para ontem, que os desafios só se tornam numa pressão. Não preciso disso, neste momento.

Tenho pena, mas tem mesmo que ser assim. Obrigada a todos os que vêm aqui. Penso que não será um "adeus" definitivo, mas um "até já". Até porque posso ler um livro espectacular, ou muito mau, e querer vir escrever sobre isso. Só senti necessidade de partilhar isto convosco, para não pensarem que me esqueci daqueles que me seguem.

Um abraço a todos,
Diana